O blog "A arte da Excelência" foi criado para dar continuidade às ideias do e-book de mesmo nome publicado em 18/05/2011. O download gratuito do livro "A arte da Excelência" e outros conteúdos de destaque permanente estão logo abaixo, no lado direito da página. Para ser informado das novas postagens do blog cadastre seu e-mail ou curta nossa página no Facebook. Para entrar em contatoconosco escreva para artedaexcelencia@gmail.com. Um grande abraço e viva com Excelência!

sexta-feira, 13 de maio de 2011

É preciso ganhar dinheiro em tudo que se faz?

Meus caros:

   Algumas pessoas com quem comento sobre o livro "A arte da Excelência" me perguntam como é que eu vou obter um retorno financeiro desse projeto, ainda mais distribuindo o livro gratuitamente? A essa indagação eu respondo inicialmente que meu objetivo com o livro não é ganhar dinheiro, mas sim compartilhar conhecimento. Quem leu a postagem anterior, sobre expectativas, sabe exatamente o que estou falando. E complemento com outra pergunta, que faço também aos leitores do blog: é preciso ganhar dinheiro em tudo o que se faz na vida?

   Acredito que a maioria dos leitores irá responder de imediato: "não, é claro que não!" Mas o assunto pede um pouco mais de reflexão. Pare um pouco e pense seriamente se no fundo você não aplica, mesmo que de forma inconsciente, a  lógica de em geral pensar no retorno financeiro que o desenvolvimento de algum projeto, especialmente profissional, vai lhe dar. Isso não é demérito algum, não se preocupe. É algo quase natural, decorrente dos princípios capitalistas que nos envolvem desde o nascimento. E de certa forma é um dos principais valores positivos do capitalismo, pois move as pessoas a desenvolver novas ideias, novos conceitos, sendo o ganho financeiro um grande propulsor do desenvolvimento.

   Então não há problemas em você querer ganhar dinheiro com algo que faz. O problema é quando você começa a limitar suas iniciativas e ações por não vislumbrar na atividade alguma possibilidade de proveito econômico. Se isso acontecer você certamente estará perdendo muitas oportunidades de crescimento pessoal e profissional. Por exemplo, você deixa de fazer um curso que enriquece seu currículo porque é fora do horário de expediente da empresa e não pagam hora extra. Ou você não é mais convidado para jantar na casa de um amigo porque chegando lá só fala em negócios. Ou, ainda, você não desenvolve algum projeto que lhe conferiria maior respeito pessoal ou profissional porque não vê como isso poderia se transformar em algo rentável.

   A questão, contudo, é que quando você se qualifica no âmbito pessoal e profissional, ainda que isso não lhe traga ganho financeiro, lhe renderá maior realização e abrirá espaço para novas oportunidades de crescimento. Gera-se um círculo virtuoso que pode, inclusive, lhe encaminhar naturalmente ao longo do tempo para algum ganho financeiro maior, como uma espécie de benefício indireto.

  Portanto, não deixe de ter iniciativas e executar projetos que lhe inspirem porque isso não lhe fará ganhar dinheiro. A satisfação de fazer algo sem estar sendo pago para isso é bastante libertadora, permitindo ir além dos tradicionais "limites do mercado". Assim, por exemplo, se você gosta de música, aprenda um instrumento, toque suas músicas, faça composições, mesmo que não vislumbre a possibilidade de ser um cantor ou compositor profissional. Se você gosta de escrever, aposte no projeto de escrever um livro, como estou fazendo, pelo simples prazer de escrever. Se gosta de ajudar os outros, monte um projeto social em sua comunidade, participe como voluntário em alguma instituição. Enfim, vá além apenas da busca por ganhar dinheiro e realize também seus sonhos, desenvolvendo com plenitude suas capacidades. E lá para a frente pode até ser que algum resultado financeiro se apresente, já que muitos negócios de sucesso surgiram justamente de atividades inicialmente realizadas apenas como lazer.

   Fica, então, a pergunta final para reflexão: você precisa ganhar dinheiro em tudo o que faz na vida?

   Um abraço e uma boa notícia: se não houver nenhum imprevisto, a próxima postagem marcará o lançamento pelo blog do livro eletrônico "A arte da Excelência". A previsão é de que essa postagem seja feita  na próxima quarta-feira, dia 18 de maio, lá pelas 20 horas. Entre no blog a partir desse horário e participe do lançamento fazendo o download do livro.  

Emmerson Gazda

5 comentários:

  1. Para confirmar seu texto, Emerson, basta olharmos em volta. Quantas pessoas bem sucedidas (das quais poderíamos imaginar a agenda completamente cheia) exercem seu hobbies sem pensar em dinheiro ou conseguem algum tempo para ajudar direta ou indiretamente a sociedade. Concordo: não é feio querer ganhar dinheiro, mas é ainda mais bonito fazer as coisas com prazer.

    ResponderExcluir
  2. Caro colega,
    Muito bom comentário. Gostei da linha de raciocínio de que ganhar em dinheiro em tudo não é errada ou ruim, mas passará a ser quando lhe impedir de fazer determinadas atividades porque não renderão algum dinheiro.
    Tenho um grande amigo que atualmente diz ter como primordial nas atividade desenvolvidas fora de seu serviço, aquele que paga as contas e sustenta seus filhos, fazer amigos, fazer networking, gerar conhecimentos. Acho muito interessante a postura que ele teve, pois tudo na vida precisa de um objetivo e não obrigatoriamente seja ganhar dinheiro.
    Agora gostaria de compartilhar uma ideia sobre quando lhe perguntam sobre como ganhará dinheiro.
    Acredito em uma crise das pessoas em suas carreiras. Inicialmente elas foram escolhidas porque davam dinheiro, mas não porque gostavam de fazer aquela atividade.
    Verificamos isso mais ainda no serviço público, em que costumo dizer haver uma crise institucional, pois em geral as pessoas não gostariam de fazer suas atividades, mas foi naquele concurso a sua aprovação, e não tem jeito. Cada vez mais encontro colegas servidores públicos infelizes, depressivos, independentemente dos altos salários e benefícios. Então comento, a busca por ganhar dinheiro em tudo o que faz não surge da tentativa de fugir deste emprego? Buscar novos caminhos? Novas alternativas de sobrevivência? Mas como você mesmo falou, na busca constante por dinheiro, não se alcança o objetivo em sua plenitude, não se consegue ganhar tanto dinheiro quanto se pretendia para largar o emprego, e continuam insatisfeitos com o emprego e a vida.
    É verdade, cada vez mais as pessoas tentam ganhar dinheiro em tudo, até em seus hobbies, como viajar, andar de bicicleta, caminhar, cuidar de cachorro, mas acredito que isso ocorra em razão da insatisfação com a atividade que deveria suprir esta necessidade, o dinheiro.
    Assim, as pessoas que pensam em ganhar dinheiro em tudo que fazem eu proponho, reflitam um pouco sobre a sua insatisfação na atividade que atualmente lhe dá dinheiro.
    Abraços,

    ResponderExcluir
  3. Caros Raphael e Rodrigo, excelentes observações. A satisfação com o que se faz é realmente fundamental. Se ela nunca existiu, ou perdeu-se com o tempo, temos de achar estratégias para mudar esse quadro. Vou anotar isso para uma postagem futura. Um abraço, Emmerson Gazda

    ResponderExcluir
  4. Cheguei no meu trabalho na manhã de hoje e ao abrir meu e-mail me deparei com a recomendação de uma amiga sobre seu blog. Fiquei maravilhada com o livro. Já repassei para vários amigos.
    Parabens pelo belo exemplo de vida e de conquistas.
    Sucesso!!!
    Silvana Magalhães

    ResponderExcluir
  5. Silvana, é uma grande alegria para mim seu comentário. Significa que o projeto da arte da Excelência está começando a levantar voo para tocar as pessoas onde antes eu nem podia imaginar que chegaria. Muito obrigado.
    Emmerson

    ResponderExcluir

"A arte da Excelência" é um projeto sem fins comerciais destinado a gerar reflexão e ações concretas para a realização pessoal e profissional.