O blog "A arte da Excelência" foi criado para dar continuidade às ideias do e-book de mesmo nome publicado em 18/05/2011. O download gratuito do livro "A arte da Excelência" e outros conteúdos de destaque permanente estão logo abaixo, no lado direito da página. Para ser informado das novas postagens do blog cadastre seu e-mail ou curta nossa página no Facebook. Para entrar em contatoconosco escreva para artedaexcelencia@gmail.com. Um grande abraço e viva com Excelência!

quarta-feira, 8 de junho de 2011

Plante flores em sua vida!

Meus caros:

   Na semana que passou escrevi um pequeno texto, com alguma pretensão poética, para tentar explicar uma prática que estou tentando aplicar em minha vida. Dizia mais ou menos assim: "Plante flores por onde você passar e logo seus caminhos e destinos estarão floridos! Infelizmente não haverá belos jardins em todos os lugares. Muitas terras já estão áridas demais para receber uma flor. Não desista! Plante novas flores, coloque um pouco de adubo e a cada passagem regue com bastante água. Se isso não der resultado, quando for a essas terras leve flores recolhidas pelo caminho. Não por pena. Pela oportunidade de levar um pouco de alegria e beleza a campos tão tristes. Já ouvi falar que terras áridas podem voltar à vida por causa do amor. Será? Não custa tentar. E não esqueça de cultivar em sua casa muitas e variadas flores. Você precisa retirar de algum lugar as mudas que plantará pelo mundo afora!"

   Talvez alguns de vocês já tenham lido o texto no meu facebook ou um resumo dele que coloquei no twitter. A pergunta que faço é: já pararam um momento para refletir sobre os benefícios dessa estratégia de vida? Posso garantir que vão muito além da elevação espiritual (o que, aliás, já seria um grande benefício).

   Pois bem, plantar flores para colher jardins parece simples, mas não é tão fácil de executar. Você precisará exercitar sua paciência, sua capacidade de compreensão e aceitação de suas próprias limitações e dos outros, entre outras habilidades, para conseguir retribuir com flores mesmo quando lhe apresentarem pedras. Exercitar essas habilidades traz de imediato um grande benefício: você as terá afiadas para quando mais precisar delas.

   Ao mesmo tempo, rapidamente alguns resultados positivos concretos começam a aparecer nas suas relações pessoais. Sendo capaz de perguntar com educação, responder com paciência, conversar com simpatia, elogiar com sinceridade e frequência, indicar falhas com sutileza, mostrar bom humor mesmo nas primeiras horas do dia, entre outras ações de gentileza com as pessoas, você se surpreenderá com gestos atenciosos dos outros. Receberá, por exemplo, inacreditáveis retornos dos prestadores de serviço que contrata e até criará um laço de empatia com muitos deles. Também não se incomodará tanto com os contratempos da vida diária, entre outras coisas do mesmo gênero. Com mais tempo, encontrará pessoas com quem nunca havia falado antes, mas que ao lhe conhecer dirão: “já ouvi falar de você”. Pode ter certeza, nesse caso, que sua mensagem positiva circulou e está retornando com bônus para você, facilitando ampliar sua rede de amigos e contatos.

   O princípio que determina esse resultado é muito simples: as pessoas buscam a felicidade e gostam de ter por perto quem lhes traga positividade. Se você está sempre de bom humor e leva coisas boas por onde vai, será natural as pessoas lhe retribuírem com a mesma gentileza e simpatia. Em um mundo tão competitivo como o atual, e com uma economia que tem permitido empresas e prestadores de serviço se darem ao luxo até de recusar alguns consumidores, em razão da grande demanda, pode ter certeza que criar bons vínculos relacionais, mesmo no âmbito da vida pessoal, é fundamental.

   Mas atenção: você precisa ser sincero nas suas atitudes e cultivar os bons relacionamentos que formar. A analogia com plantar flores mostra muito bem isso. Você não pode plantar flores de verdade se não as cultivar em seu próprio jardim. Nesse caso no máximo dará flores artificiais aos outros. Algumas dessas flores até são bonitas, mas nunca formarão um jardim perfumado. Ou seja, sem autenticidade você não passará de um nível de artificialidade em suas relações. Não que isso seja terrível. É melhor do que oferecer pedras. Mas se você começar com flores artificiais, procure ir cultivando seu próprio jardim, ao ponto de com o tempo poder oferecer flores de verdade. E lembre-se: não adianta plantar flores e depois não adubar e regar, não cuidar. Minha esposa sempre diz algo que acho perfeito para esse momento: a amizade é como uma flor, precisa ser constantemente regada. Aliás, já que mencionei minha esposa, uma observação: plante muitas flores nos seus relacionamentos com sua(eu) companheira(o), com seus filhos e com sua família. Vale muito a pena.     

   Por fim, para não perder a oportunidade de gerar reflexão, deixo a pergunta: o que você acha da ideia de começar hoje mesmo a plantar flores em sua vida?

Um abraço e até semana que vem,

2 comentários:

  1. Perfeito!

    Surrupiei e repassei.

    Abraço,

    ResponderExcluir
  2. Michele:

    Esse é o espírito do blog. Afinal coisas boas que fazemos circular por aí sempre retornam multiplicadas para nós.

    Um abraço,

    Emmerson

    ResponderExcluir

"A arte da Excelência" é um projeto sem fins comerciais destinado a gerar reflexão e ações concretas para a realização pessoal e profissional.